• Entre em contato (32) 3239-5000
  • Atendimento domiciliar (32) 3311-7770
  • Whatsapp (32) 98834-2423
Entre em contato (32) 3239-5000 facebook.com/cortesvillela

Como evitar as doenças de outono?





Manhãs e tardes quentes, acompanhadas de noites frias, essa é a principal característica do outono. O ar frio somado às típicas mudanças bruscas de temperatura costumam surpreender a gente ao longo do dia não é mesmo? E é em virtude dessas alterações inesperadas no clima que o outono apresenta condições perfeitas para a multiplicação de infecções e irritações respiratórias.

 

E de antemão já vale deixar um alerta, principalmente para as crianças e os idosos. Este grupo precisa manter a atenção redobrada com a saúde nesta época do ano, pois geralmente são os mais atingidos pelas enfermidades desta estação.  

 

E como já dizia o ditado “é melhor prevenir do que remediar”, certo? E no caso das doenças não é diferente. Para isso, é preciso conhecer os sintomas e saber o que fazer para preveni-las. Para ajudar você nós listamos abaixo as principais “doenças de outono” e seus respectivos tratamentos. Confira:

 

BRONQUITE: a bronquite é a inflamação dos brônquios, impedindo que o ar chegue até o pulmão. Ela é provocada por alergias respiratórias ou por exposição a agentes que irritam as vias de respiração (como poluição e tabagismo). Os principais sintomas são catarro excessivo, dor no peito, tosse seca, febre e fadiga constante. Caso negligenciada, a bronquite pode evoluir para pneumonia. O tratamento é feito com antibióticos, inalação e expectorantes, para eliminação do catarro e solução da doença.

 

LARINGITE: a laringite é causada por bactérias, vírus, bebidas geladas ou pela ação de elementos do ambiente, a laringite é a inflamação da laringe. A laringe é o local da garganta onde se encontram as cordas vocais. Alguns dos sintomas da doença são a tosse seca constante e grave rouquidão, podendo ocasionar perda temporária da voz. Seu tratamento é feito com repouso, hidratação e, dependendo do caso, antibióticos.

 

GRIPE:  a gripe é a protagonista entre as doenças do outono. Inclusive, alertamos recentemente aqui no blog, sobre a importância da vacinação contra gripe. Provocada pelo vírus Influenza, a gripe debilita as funções do pulmão, garganta e nariz e provoca um mal-estar generalizado, com dores musculares, na cabeça, febre alta e podendo apresentar inflamações oculares. Não há remédio capaz de curar a gripe, os medicamentos atuam no alívio dos sintomas – a gripe em si é combatida pelo próprio organismo, num período de até 7 dias (se não houverem complicações). Para tratar um quadro de gripe, recomenda-se repouso, hidratação constante e alimentação saudável.

 

PNEUMONIA: a pneumonia possui maiores chances de complicação do que a gripe, pois ela caracteriza a infecção aguda dos pulmões, podendo danificá-los por completo. É desencadeada pela ação de bactérias ou vírus nas vias respiratórias, provocando tosse com expectoração, febre alta, dor na região do tórax, suor, calafrios e palidez. Quadros de pneumonia devem ser tratados com uso de antibióticos e, em alguns casos, existe a necessidade de internação. Negligenciar a doença pode gerar graves complicações e até levar à morte.

 

SINUSITE: a sinusite é muito comum no outono. Ela é a inflamação repetitiva da região interna da face e é desencadeada por decorrência de ação viral, bacteriana ou por reações alérgicas, e não é uma doença contagiosa. Provoca intenso desconforto no paciente, com fortes dores de cabeça (pressão na região da testa e das maçãs do rosto), febres, tonturas e congestionamento nasal. O tratamento varia de acordo com cada caso – analgésicos, descongestionantes e antibióticos podem ser necessários. Dependendo da gravidade do quadro e da frequência com que se repete, o tratamento pode ser contínuo ou até necessário uma intervenção a partir de procedimento cirúrgico.

 

RINITE: por decorrência da umidade da estação, existe um aumento considerável de mofo nos locais fechados, o que é um dos fatores que fazem desencadear os quadros de rinite. A rinite é uma inflamação das mucosas do nariz, provocada pela irritação local em decorrência de agentes externos, do ambiente, como o mofo ou a poeira. Ela não é contagiosa, mas causa grande desconforto como coriza, crise de espirros, coceira nos olhos, nariz e boca, febre baixa e obstrução das vias respiratórias. Ela pode ser tratada com o uso de antialérgicos e descongestionantes, mas o tratamento mais efetivo é manter os ambientes sempre limpos e ventilados.

 

Viu só? Nessa estação, desde gripe até doenças que podem levar à maiores complicações, como a pneumonia, que aparece e se espalha com grande facilidade. Por isso, nós separamos para você 7 dicas para evitar as principais doenças de outono:

 

– Sempre que possível, evite ambientes fechados e com grande concentração de pessoas;

– Lave as mãos regularmente e após a higienização utilize álcool em gel;

– Higienize os ambientes com frequência, passando aspirador de pó seguido de pano úmido;

– Invista na vitamina C e na alimentação saudável, além da prática regular de exercícios físicos, pois isso mantém a sua imunidade em alta.

– Beba bastante água

– Deixe as janelas abertas, mesmo nos dias mais frios, para arejar o ambiente;

– E para concluir, a última dica é fechar as janelas na hora do banho, para evitar exposição a bruscas mudanças de temperatura.

 

 

Seguindo essas dicas, você minimiza o risco de ser acometido por essas doenças. E se você quer ficar protegido de verdade conte com o Côrtes Villela! Agende a sua vacina e de quem você ama.