O que um hemograma completo analisa?





Conheça as três substâncias analisadas no exame de sangue e saiba por que os médicos solicitam o hemograma completo. 

O hemograma completo é o exame de sangue que tem como objetivo avaliar sua saúde, podendo identificar doenças ou condições causadas pela falta ou excesso de substâncias sanguíneas. Para isso, são analisados os níveis de células vermelhas, glóbulos brancos e plaquetas no sangue, apresentando se eles estão normais, baixos ou elevados.  

Conheça cada uma das três principais substâncias que compõem o sangue e por que é tão importante analisar seus níveis no hemograma completo.

Células vermelhas

As células vermelhas do sangue, também conhecidas como hemácias ou eritrócitos, contém hemoglobina e são responsáveis pelo transporte de oxigênio no corpo humano. Quando encontradas em excesso, a condição da saúde é chamada de policitemia e pode ocorrer por problemas como desidratação, baixo nível de oxigênio no sangue causado por doença cardíaca ou pulmonar, ou tabagismo.

Em nível abaixo do normal, a condição passa a ser conhecida como anemia, podendo ser causada por doenças autoimunes, hemorragias, leucemia, má alimentação ou doença renal crônica, por exemplo.

Glóbulos brancos

Também conhecidas como leucócitos, essas células são responsáveis pelo combate a infecções. Quando se encontram em um número abaixo do comum, caracterizam a leucopenia, que pode ser causada por doenças autoimunes, insuficiência de medula óssea e doença do fígado ou do baço.

Já quando o nível está acima do normal, há a leucocitose, recorrente em casos de doenças inflamatórias ou infecciosas, leucemia, queimaduras e estresse físico ou emocional grave.

Plaquetas

As plaquetas possuem a função de coagular o sangue, interrompendo sangramentos  causados por ferimentos. Em alto número, sua condição é chamada de trombocitose e pode ocorrer pela presença de doenças como a leucemia, linfoma, artrite reumatóide ou anemia ferropriva.

Situações com número baixo de plaquetas são conhecidas como trombocitopenia e podem ser causadas por uso de medicamentos, hemorragia, lúpus, anemia perniciosa, infecção ativa ou coagulação intravascular disseminada, por exemplo.

Preparação para o hemograma completo

No caso da preparação para realização do hemograma completo, não é necessária a realização de jejum. Porém, é importante lembrar de alguns fatores que podem interferir nos resultados, como o uso de medicamentos que podem baixar o nível de plaquetas no sangue. Se o médico pedir alguma outra dosagem, como a de colesterol, é necessário estar atento a alguns cuidados que precisam ser tomados antes da realização do exame de sangue.

Os resultados dos exames precisam ser avaliados pelo médico que os solicitou, mas você pode ter uma ideia sobre as taxas de cada substância ao verificar os níveis de referência que são disponibilizados no documento entregue pelo laboratório.


WhatsApp chat