pressão baixa

Pressão baixa: principais motivos





Fraqueza, tonteira e sensação de desmaio tem sido frequente na sua vida? Saiba que esses sintomas podem estar sendo causados devido à pressão baixa.

 

Apesar de, na maioria dos casos, não ter relação com um problema de saúde, a pressão baixa pode causar diversos desconfortos, diminuindo a qualidade de vida de quem sofre com essa condição.

 

Entretanto, quando isso ocorre de maneira recorrente, pode ser um sinal de que não está nada bem com seu corpo.

 

Mas quando é necessário ir ao médico? Continue a leitura para descobrir!

 

Quando a pressão arterial é considerada baixa?

 

É considerado pressão baixa quando a pressão arterial é inferior a 90×60 mmHg. 

 

Isso porque, conforme os critérios internacionais estabelecidos, os valores de referência desejáveis da pressão arterial estão ao redor de 120 mmHg x 80 mmHg, ou o popular 12 por 8.

 

Mas o que é pressão arterial? É simples!

 

Podemos dizer que pressão arterial é a consequência da força que o sangue exerce contra as paredes da artéria para circular pelo corpo.

 

Quais são os sintomas da pressão baixa?

 

Até mesmo pessoas saudáveis podem sentir os sinais de pressão baixa.

 

Geralmente, isso ocorre devido a longos períodos de jejum, calor intenso, movimentos bruscos ao levantar; excesso de consumo de diuréticos, entre outras causas.

 

Os principais sintomas são:

 

– Tontura; 

– Desmaio; 

– Vertigem; 

– Visão embaçada; 

– Náuseas; 

– Fadiga; 

– Falta de concentração.

 

Nos casos mais graves, a pressão baixa pode resultar em:  

 

– Confusão;

– Esfriamento do corpo;

– Respiração ofegante; 

– Batimentos cardíacos acelerados.

 

Quais são as principais causas da pressão baixa?

 

A pressão baixa pode acontecer em situações que favorecem a perda do controle do fluxo de sangue e a hipovolemia, ou seja, a diminuição da quantidade de sangue no corpo.

 

1.Desidratação

 

A desidratação é uma das principais causas que favorecem a queda de pressão.

 

O que acontece nessa situação é que o corpo perde mais água do que a que foi ingerida e, por isso, os vasos sanguíneos vão tendo menos sangue no seu interior, causando o surgimento de sintomas como fraqueza, sensação de desmaio e cansaço. 

 

Essa condição é mais comum em idosos ou crianças, especialmente durante o verão, ou em pessoas que usam diuréticos sem indicação médica.

 

Quando ocorre, é importante fazer a reidratação com soro caseiro para ingerir a água que está faltando no organismo junto com minerais.

 

2.Deficiência de vitamina B12 e ácido fólico

 

Duas vitaminas extremamente importantes para a formação das células vermelhas do sangue, a vitamina B12 e o ácido fólico quando estão em falta no corpo podem gerar anemia. 

 

Uma vez que existem menos células no sangue, é normal que ocorra pressão baixa.

 

Quando se suspeita de anemia é muito importante consultar um médico, para identificar a causa correta da anemia e iniciar o tratamento correto. 

 

3. Uso de alguns medicamentos

 

Alguns medicamentos, quando usados de forma prolongada, podem causar pressão baixa. 

 

É comum que remédios para pressão alta, diuréticos, medicamentos para problemas cardíacos, antidepressivos ou disfunção erétil provoquem a condição.

 

Procurar o médico se faz necessário para avaliar a possibilidade de trocar o medicamento ou alterar a dose.

 

4. Alterações hormonais

 

Quando existe alteração na produção de hormônios pela tireoide ou pela glândula adrenal, por exemplo, pode existir dilatação dos vasos sanguíneos, o que acaba causando uma queda acentuada da pressão arterial. 

 

Além do mais, as alterações da gravidez também podem causar esse tipo de efeito e, por isso, é comum que durante a gestação a mulher apresente uma pressão inferior ao que tinha anteriormente.

 

Por isso, na gravidez deve-se manter uma ingestão adequada de água para ajudar na produção de líquidos e tentar regular a pressão arterial. 

 

Nos outros casos, é importante consultar um endocrinologista para identificar o problema hormonal e iniciar o tratamento mais adequado. 

 

5. Hemorragia interna e externa

 

Quando se perde muito sangue, o fluxo nos vasos sanguíneos reduz significativamente, resultando na pressão arterial baixa.

 

Alguns sinais de que se pode ter uma hemorragia incluem fraqueza, tonturas, dificuldade para respirar ou dor de cabeça constante.

 

Se existir suspeita de hemorragia interna deve-se ir imediatamente ao hospital, para identificar o local do sangramento e iniciar o tratamento mais adequado.

 

6. Problemas cardíacos

Problemas cardiovasculares também podem diminuir a pressão arterial, uma vez que reduzem a quantidade de sangue que circula no corpo.

 

Os problemas mais comuns incluem insuficiência cardíaca, alterações das valvas cardíacas e arritmias.

 

Nestas situações, além da queda da pressão arterial também podem surgir outros sinais como desconforto no peito, cansaço excessivo, sensação de falta de ar e suores frios, por exemplo. 

 

Consulte um cardiologista para identificar o diagnóstico correto e iniciar o tratamento mais adequado.

 

7. Infecções graves

 

Apesar de não ser tão comum, a pressão baixa também pode surgir devido a uma infecção grave no organismo, conhecida como sepse ou choque séptico.

 

 Isso acontece porque as bactérias se espalham pelo corpo e liberam toxinas que afetam os vasos sanguíneos, levando a diminuição acentuada da pressão arterial. 

 

Quando a pressão baixa é preocupante e requer um médico?

 

Como já dissemos, pressão baixa não é considerada uma doença em si, mas pode estar relacionada com doenças graves como infarto do miocárdio, embolia pulmonar, diabetes, doença de Addison e a síndrome de Shy-Drager, por exemplo.

 

É aconselhável procurar um médico quando a pressão arterial desce mais de 40 mmHg.

 

Como diminuir o desconforto causado pela pressão baixa?

 

Caso já tenha consultado seu médico e descartado doenças relacionadas, confira as dicas a seguir para minimizar os efeitos;

 

– Em casos de queda brusca da pressão arterial, é recomendado deitar-se imediatamente numa posição confortável elevando os pés em um nível mais alto do que o coração e a cabeça;

 

– Durma com os pés mais elevados do que o resto do corpo com a ajuda de uma simples almofada. Isso estimula a circulação do sangue e facilita o ato de levantar na manhã seguinte;

 

– Durante a crise também procure ingerir bastante líquido em pequenos goles. Dê preferência a sucos de frutas caso esteja em jejum. Ingerir algo salgado também pode ajudar;

 

– Praticar exercícios físicos regularmente contribui para um sistema circulatório saudável e estabiliza a pressão arterial;

 

– Se a pressão baixa é algo constante na sua vida, evite permanecer em locais muito quentes e com pouca circulação de ar;

 

– Evite produtos como café ou energéticos;

 

– Caso os sintomas persistam por mais de 15 minutos é preciso procurar imediatamente um atendimento médico de urgência.

 

Comer sal ajuda a reverter a pressão baixa?

 

Não, o sal não tem efeito imediato na pressão baixa e o melhor é tomar água.

 

O alimento precisa de muito tempo – horas e até dias – para provocar qualquer efeito na pressão.

 

Colocar uma pitada de sal sob a língua não vai fazer mal, muito menos fazer a pessoa recuperar os sentidos.

 

Gostou desse conteúdo sobre pressão baixa? Veja mais dicas como essa em nosso blog!


WhatsApp chat