Vacina da gripe e o coronavírus: a importância de se imunizar durante a pandemia





Você sabe a relação entre a vacina da gripe e o coronavírus? No inverno, a incidência de doenças e infecções causadas por vírus e bactérias aumenta. 

 

A vacina é uma importante aliada do seu sistema imunológico, pois permite que ele produza anticorpos para lutar e proteger o seu corpo do ataque de agentes infecciosos.

 

Neste momento, em que nos encontramos em meio à pandemia do coronavírus, a vacinação contra a gripe se torna fundamental.

 

Mas será que a imunização contra a gripe é capaz de nos proteger da Covid-19? Continue a leitura para saber a resposta!

 

Vacina da gripe e o coronavírus: a imunização protege da Covid-19?

 

Como você deve saber, ainda não existe uma vacina específica contra o novo coronavírus. No entanto, o Ministério da Saúde reforça a importância de se vacinar contra a gripe comum.

 

Mas então, qual é a associação da vacina da gripe e o coronavírus?

 

A vacinação não te deixa imune/protegido da Covid-19. Mas é certo que ela vai te auxiliar de várias formas. 

 

Na verdade, a imunização da população auxilia no diagnóstico rápido e preciso do coronavírus

 

Isto é, como os sintomas das duas doenças são semelhantes, o paciente que chega ao pronto-socorro de forma sintomática, mas que já tenha sido imunizado contra a gripe, certamente não estará contaminado pelo vírus Influenza.

Com isso, médicos e enfermeiros poderão descartar a hipótese da doença e se concentrar na possibilidade de se tratar da Covid-19, a responsável pelos sinais apresentados.

 

Quais são os benefícios de se vacinar contra a gripe?

 

Como o inverno é marcado pela queda da temperatura, o sistema respiratório acaba sendo alvo de vírus e bactérias.

 

Em locais fechados, a velocidade em que esses patógenos se espalham aumenta significativamente, ocasionando diversas infecções respiratórias.

 

Principalmente neste período em que estamos mais propensos a ficar dentro de casa por conta do coronavírus, é importante se prevenir.

 

Mas quais são os benefícios de se vacinar contra a gripe? São vários!

 

Pensando especialmente nas pessoas que fazem parte dos grupos prioritários, como idosos, gestantes, a vacinação previne as doenças que podem ser desencadeadas pela gripe e fortalecem o sistema imunológico.

 

Ou seja, ela oferece maior proteção para pessoas que estão predispostas a se infectar com patógenos oportunistas ou aquelas que estão com o sistema imune debilitado.

 

Vamos imaginar, por exemplo, o caso de uma pessoa infectada pelo coronavírus, mas que tenha sido vacinada contra a gripe.

 

A imunização evita uma sobrecarga do sistema imunológico em caso de infecção pela Covid-19, uma vez que o paciente estará protegido contra o vírus Influenza (gripe) e seu corpo terá que lutar ‘apenas’ contra o coronavírus.

 

Além do mais, estudos já mostraram que o imunizante é extremamente seguro e eficaz, além de reduzir entre 32% e 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da doença.

 

Quem pode se vacinar contra a gripe?

 

A vacina é recomendada, principalmente, para as pessoas que fazem parte do grupo de risco, que são:

 

– Idosos com mais de 60 anos;

– Adultos com 55 a 59 anos;

– Crianças de 6 meses a 6 anos incompletos (5 anos, 11 meses e 29 dias);

– Gestantes;

– Puérperas (mulheres que tiveram um filho nos últimos 45 dias);

– Trabalhadores da área de saúde;

– Professores de escolas públicas e privadas;

– Povos indígenas;

– Portadores de doenças crônicas e outras condições clínicas;

– Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos que estão sob medidas socioeducativas;

– População privada de liberdade

– Funcionários do sistema prisional;

– Profissionais de forças de segurança e salvamento (policiais e bombeiros, por exemplo).

 

Mas a principal vantagem é que qualquer indivíduo com mais de 6 meses de vida pode e deve se vacinar contra a gripe.

 

Se a pessoa estiver com coronavírus, sem sintomas, e tomar a vacina contra a gripe, o que pode ocorrer?

 

Ainda não há estudos específicos sobre a interação entre a vacina da gripe e o coronavírus em portadores assintomáticos. 

 

Pela composição da vacina e pelo que já se sabe do novo coronavírus até o momento, no entanto, acredita-se que não deve haver nenhuma interação importante e que é seguro que essas pessoas sejam vacinadas.

 

A vacina da gripe aumenta o risco de adoecer pelo coronavírus?

 

Não existem estudos correlacionando vacinação para influenza e risco de adoecimento ou complicações por Covid-19.

 

A aplicação da vacina pode ocasionar, de forma rara, dor no local da injeção, eritema e enrijecimento. 

 

Porém, essas manifestações são benignas com efeitos de até 48 horas após a aplicação.

 

Qual é a diferença entre a vacina da gripe do SUS e de uma clínica particular?

 

A vacina oferecida pelo SUS oferece proteção para 3 sorotipos de vírus (trivalente), enquanto a dose de uma clínica particular protege contra 4 cepas virais.

 

Além disso, o imunizante da rede pública é destinado, prioritariamente, aos grupos de risco, enquanto que na rede particular todos, a partir de 6 meses, podem se proteger.

 

Sendo assim, a vacina contra a gripe que está disponível em clínicas particulares oferece muito mais proteção para os pacientes!

 

Onde se vacinar contra a gripe em Juiz de Fora e região?

 

O laboratório Côrtes Villela oferece toda a comodidade para você se vacinar contra a gripe no conforto de sua casa.

 

Aqui, você tem acesso a uma série de vantagens.

 

Sobretudo em época de coronavírus, em que não é recomendado sair de casa, nós temos a solução ideal para você continuar se protegendo.

 

Nós levamos a vacina até você!

 

Você só precisa acessar o nosso site e realizar o seu agendamento, no seu tempo, horário, conforme sua disponibilidade.

 

Gostou desse conteúdo sobre vacina da gripe e o coronavírus? Não deixe de se proteger, faça agora o seu agendamento, clicando no botão abaixo!

 


WhatsApp chat