TSH e T4 livre Conheça alguns exames que avaliam a tireoide

TSH e T4 Livre: Conheça alguns exames que avaliam a tireoide





A tireoide é uma glândula localizada no pescoço, logo abaixo das cordas vocais. É ela a responsável pela produção de dois tipos de hormônios: tri-iodotironina (T3) e tiroxina (T4). Quando lançados na corrente sanguínea, esses hormônios regulam o metabolismo determinando como as células irão transformar o oxigênio, a glicose e as calorias em fontes de energia.

Sua função é diretamente controlada pela glândula hipófise, localizada no cérebro, que produz o hormônio estimulador da tireoide (TSH) para então induzir a produção dos hormônios T3 e T4.  

É preciso ficar atento a essa produção  de hormônios fundamental para o equilíbrio do corpo, já que qualquer descontrole pode gerar alterações no quadro clínico.

Quando a tireoide produz muito T3 e T4, o metabolismo acelera.

Quando a tireoide produz pouco T3 e T4, o nosso metabolismo se torna mais lento.

T3 e T4: os efeitos que geram

As principais alterações na glândula tireoide são o hiper e o hipotireoidismo. O hipotireoidismo é provocado pela falta de hormônios T3 e T4 e pelo excesso de TSH, fazendo com que a tireoide atue de forma lenta provocando o aumento de peso e a retenção de líquido no corpo.

Já o hipertireoidismo é um processo contrário: o corpo passa a sofrer com a falta do hormônio TSH e o excesso de T3 e T4.

Dessa forma, o organismo passa a acelerar o processo de queima de energia. Quando isso ocorre de maneira anormal, o corpo sofre uma perda repentina de peso e também de massa muscular, o que pode ser altamente prejudicial à saúde.

Hipotireoidismo e Hipertireoidismo

O hipotireoidismo e o hipertireoidismo são problemas que atingem 15% da população, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgados em 2016. A Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia mostra ainda que de 8% a 10% da população brasileira tem hipotireoidismo, quadro que se torna ainda mais comum em mulheres na menopausa e também em idosos.

SH e T4 livre Conheça alguns exames que avaliam a tireoide

Os sintomas de ambas as doenças muitas vezes são silenciosos e facilmente confundidos com outros problemas. Por isso, é preciso estar atento aos sinais que organismo dá quando a tireóide está desregulada:

– Sintomas do hipotireoidismo: cansaço, ganho de peso, desânimo, unhas fracas, fala lenta, frio, perda de memória, aumento de pelos e da produção de acne.

– Sintomas do hipertireoidismo: palpitações cardíacas, perda de peso, sensação de calor excessivo, pele úmida, insônia, diarreia, nervosismo e tremores.

Outros casos podem ter ligações com a disfunção na glândula tireóide e por isso também devem ser observados. Algumas vezes, a infertilidade em mulheres pode estar diretamente relacionada a esses problemas, dificultando assim uma possível gestação.

Para ter um controle da saúde da tireoide, dois exames são de extrema importância: o TSH e o T4 Livre .

TSH e T4 Livre: o que são e como medi-los

Como já foi explicado nos tópicos acima, o TSH e o T4 são os hormônios responsáveis pela funcionamento da tireoide. Quando eles estão desregulados, a produção e o controle do metabolismo no organismo sofre alterações, ocasionando alguns problemas no funcionamento de um corpo saudável.

Por isso, para se ter um bom controle da saúde da sua tireoide, dois exames devem ser feitos para avaliar o seu funcionamento através da dosagem do TSH e do T4 Livre.

O exame para a dosagem do TSH é conhecido como TSH ultra sensível já que ele é capaz de detectar os níveis muito baixos do hormônio no organismo.Os resultados variam de acordo com a idade e são avaliados desde o nascimento:

→ Níveis de TSH para recém-nascidos: 2,3 a 11,0 Mcg/dL. Essa dosagem deve ser feita nos primeiros 7 dias de vida da criança por meio do teste do pezinho. Exames feitos após um período de 30 dias podem apresentar resultados falso-negativos ou falso-positivos.

→ Níveis de TSH para crianças e adolescentes: 0,17 a 2,9 mUI/L.

→ Níveis de TSH para adultos: 0,25 a 5,0 mUI/L.

→ Pessoas acima de 60 anos: 0,35 a 5,5 mUI/L.

Já a dosagem de T4 é feita por meio do exame conhecido como T4 livre e seu valor de referência é:

→ 0,7 a 1,8 ng/dl para crianças, adultos e idosos.

Quando o organismo se encontra com esses valores de referência bem estabelecidos, significa que tanto a glândula hipófise quanto a tireóide estão trabalhando suas produções de hormônio de maneira equilibrada. Caso os valores estejam alterados o paciente poderá desenvolver o hipertireoidismo e o hipotireoidismo.

TSH alto em bebês e crianças

As disfunções na tireoide podem acontecer em qualquer idade e em qualquer situação. Mas quando desregulados em bebês e crianças podem gerar diversas complicações que afetarão a sua saúde e o seu desenvolvimento.

Os principais sintomas incluem: crescimento lento, fraqueza muscular, fezes raras e endurecidas, pele seca e obesidade, mesmo sem grande ingestão de alimentos.

O exame é feito logo nos primeiros dias de vida por meio do teste do pezinho. Por isso, sua coleta é de extrema importância para a saúde do bebê e para diagnosticar o hipotireoidismo.

Ser portador da doença logo ao nascer pode ocasionar problemas no desenvolvimento e, em casos  mais graves, pode gerar atraso mental e insuficiência cardíaca.

Como são feitos os exames?

Os exames de TSH e T4 LIVRE são feitos por meio da coleta de sangue realizados por nossos profissionais em todas as unidades do Laboratório Côrtes Villela. O sangue é levado para a análise e o seu resultado é entregue em até três dias úteis.

Seus valores podem variar durante o dia, principalmente os valores do TSH, por isso é aconselhado fazer o exame pela manhã. Para se preparar o paciente deve fazer um jejum de no mínimo três horas e avisar  ao laboratório quanto ao consumo de medicamentos de uso contínuo.

São exames simples que podem ser acrescentados como exames de rotina para manter seu organismo protegido e monitorado. Caso os valores de referência sejam alterados é importante que o acompanhamento seja feito de dois em dois meses.

Você já baixou o nosso app?

A partir de agora você pode acessar os resultados de  seus exames laboratoriais sem precisar sair de casa. Com o aplicativo Côrtes Villela, disponível na Google Play e Apple Store, o laboratório oferece os seus principais serviços para você com comodidade e segurança.